News about our community

Resultados do concurso para 3ª edição da Bolsa Cabo Verde Digital

float: left; margin-right:10px;

Mais 25 projetos, de 50 empreendedores, selecionados para a terceira edição da Bolsa Cabo Verde Digital (BCVD), o primeiro e o maior programa de pré-incubação de projetos digitais de Cabo Verde.

3ª edição do maior programa de apoio ao empreendedorismo tecnológico do país

As inscrições para a terceira edição do programa Bolsa Cabo Verde Digital (BCVD), terminam no dia 17 de abril de 2022, no site da www.digital.cv. À semelhança das duas edições anteriores, mais 50 empreendedores, promotores de 25 projetos e soluções de base tecnológica, serão beneficiados.

Demo Day marca o fim da 2ª edição do programa Bolsa Cabo Verde Digital e o lançamento da 3ª edição

float: left; margin-right:10px;Dez representantes de projetos incubados no Bolsa Cabo Verde Digital II (BCVD II), farão o pitch do seu projeto e a demonstração do seu protótipo, no dia 16 de março de 2022, quarta-feira, pelas 15 horas, no auditório da Caixa, cidade da Praia. Igualmente será feita a abertura das inscrições para o BCVD III.

O evento, Demo Day, contará com a presença do Ministro da Economia Digital, Dr. Olavo Correia, e do Secretário de Estado para a Economia Digital, Dr. Pedro Lopes, bem como instituições parceiras do programa.

As inscrições para a terceira edição do programa de pré-incubação - Bolsa Cabo Verde Digital (BCVD), iniciarão no dia 16 de março de 2022. À semelhança das duas edições anteriores, mais 50 empreendedores, promotores de 25 projetos e soluções de base tecnológica, beneficiarão do programa.
O Programa visa apoiar até 100 jovens, na constituição de até 50 tech Startups, por ano, oferecendo pré-incubação, capacitação, mentoria e consultoria para a realização de um plano de negócio e financiamento, caso seja necessário, bem como de um valor monetário de 60 mil escudos, por projeto (30 mil escudos por empreendedor).
A materialização deste programa dá-se através de parcerias com organizações comprometidas em construir o ecossistema de inovação, nomeadamente, a Pró-Empresa, promotora do programa, o Fundo de Promoção ao Emprego e Formação, entidade financiadora, sendo que nas próximas duas edições contaremos com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian. Igualmente, estabelecemos parcerias com a Universidade de Cabo Verde, a Universidade Jean Piaget, a Universidade de Santiago, a Universidade do Mindelo, o NOSi, o Grupo CVT/CVM, a Unitel T+, a Djassi África, a Página Amarelas e Fundação Smart City Cabo Verde.

Nas duas edições já operacionalizadas, candidataram 278 projetos (409 empreendedores), tendo sido beneficiados 56 projetos, 100 empreendedores, envolvendo uma rede com 9 entidades parceiras, 27 Mentores, especialistas de tecnologia e de negócios, tendo sido ministradas mais de 72 horas de ações de capacitação em matéria de tecnologia, negócio e empreendedorismo, significando um investimento de mais de 18 milhões de escudos cabo-verdianos.
“O programa tem demonstrado estar ao serviço dos jovens que querem empreender no Digital. Enquanto Governo de Cabo Verde, continuaremos a criar as condições para apoiar uma nova geração de jovens empreendedores, que acreditam no seu potencial para dar o contributo no desenvolvimento de Cabo Verde, através do Digital”, afiança o Sr. Secretário de Estado para Economia Digital.

As inscrições, para terceira edição, estarão abertas de 16 de março a 17 de abril e devem ser feitas eletronicamente através do website da Cabo Verde Digital - https://www.digital.cv/bcvd.